25 anos de RESIDENT EVIL - Parte I

Atualizado: Mai 23


Como estamos cada vez mais próximos dos lançamentos de Resident Evil Village (RE8) e Resident Evil: No Escuro Absoluto (Netflix), ambos previstos para 2021, a equipe Fliperama de Verdade, assumiu a missão de atualizar nossos leitores e fãs da série com uma matéria especial trazendo toda a história de Resident Evil desde o lançamento do primeiro jogo em março de 1996. Pela quantidade de tempo e de lançamentos desde aquela época, vocês já viram que tem muito assunto para colocar em dia, né?


Então aperte start porque vocês já inseriram a ficha no arcade! Daqui pra frente é cuidar para não desperdiçar munição, porque vai ser monstro, mutante, zumbi e spoiler pra tudo quanto é lado.


Trailer de Resident Evil 8: Village


Show case sobre Resident Evil 8: Village


Trailer de Resident Evil: No Escuro Absoluto


Em dezembro de 2020 na TGS (Tokyo Game Show) tivemos uma pequena apresentação sobre Resident Evil Village - RE8


Para aqueles que não jogaram os jogos, assistiram as animações e nem leram as HQ’s/Mangás, vamos detalhar os eventos que aconteceram neste imenso universo de Resident Evil, lembrando que os filmes de Paul W.S. Anderson estrelados pela Milla Jovovich não são canônicos, então não fazem parte dessa história. Agora pegue sua pipoca e se prepare para uma grande história dividida em três partes.


Referência:


O imenso universo de Resident Evil é composto de fatos rastreáveis por meio dos diversos arquivos de lore "espalhados" em cada jogo. Além disso, os fãs podem e devem acompanhar as animaçãoes e HQ’s/Mangás que também fazem parte desse canon.


Nessa jornada, vamos explorar as informações e fatos de:

  • Resident Evil Zero (site)(trailer) - lançado em 2002

  • Resident Evil Remake (site)(trailer) - lançado em 1996 (O Remake foi em 2002)

  • Trailer Clássico

  • Resident Evil 2 (site)(trailer) - lançado em 1998 (O Remake foi em 2019)

  • Trailer Clássico

  • Resident Evil 3: Nemesis (site)(trailer) - lançado em 1999 (O Remake foi em 2020)

  • Trailer Clássico

  • Resident Evil CODE: Veronica (trailer) - lançado em 2001

  • Resident Evil 4 (site)(trailer) - lançado em 2005

  • Resident Evil 5 (site)(trailer) - lançado em 2009

  • Resident Evil 6 (site)(trailer) - lançado em 2012

  • Resident Evil 7 (site)(trailer) - lançado em 2017

  • Resident Evil: The Umbrella Chronicles (trailer) - lançado em 2007

  • Resident Evil: The Darkside Chronicles (trailer) - lançado em 2009

  • Resident Evil: Outbreak (trailer) - lançado em 2004

  • Resident Evil: Dead Aim (trailer) - lançado em 2003

  • Resident Evil: Revelations 1(trailer) - lançado em 2012

  • Resident Evil: Revelations 2 (site)(trailer) - lançado em 2015

  • Resident Evil: Degeneration (trailer) - lançado em 208

  • Resident Evil: Damnation (trailer) - lançado em 2012

  • Resident Evil: Vendetta (trailer) - lançado em 2017

  • Resident Evil: Marhawa Desire e Heavenly Island (trailer) - lançado em 2012

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: Todas as imagens e informações utilizadas neste ESPECIAL foram retiradas dos jogos, animações, HQ's e Manga's, sendo de propriedade da Capcom (site).


LEGENDA:

RE0: Resident Evil 0

RE1: Resident Evil 1

RE2: Resident Evil 2

RE3: Resident Evil 3: Nemesis

RECV: Resident Evil Code Veronica

RE4: Resident Evil 4

RE5: Resident Evil 5

RE6: Resident Evil 6

RE7: Resident Evil 7

REDE: Resident Evil Degeneration

REDA: Resident Evil Damnation

REVE: Resident Evil Vendetta

REUC: Resident Evil: The Umbrella Chronicles

REDC: Resident Evil: The Darkside Chronicles

RER1: Resident Evil Revelations 1

RER2: Resident Evil Revelations 2

REM: Resident Evil Mangá - Marhawa Desire e Heavenly Island

REA: Resident Evil Archives


O COMEÇO DE TUDO:

A história começa com Thomas Travis fundando a companhia de navegação Travis Trading (RE5) por volta dos séculos XVII/XVIII. Na mesma época, numa zona rural europeia, o microrganismo parasita conhecido como Las Plagas se encontra enterrado sob o primeiro castelo da família Salazar e impedindo o acesso da seita Los Illuminados (RE4) e Verônica dá início ao império da família Ashford (RECV). Ramón Salazar é o oitavo castelão em 2004 (RE4) e Alfred e Alexia representam a sétima geração de Veronica Ashford (RECV).


Depois que a Travis Trading se torna uma lucrativa empresa mercantil por volta do século XIX, Henry Travis, o caçula de sete irmãos, inspirado pelo resultado das explorações na África de David Livingstone, resolve investir grande parte de sua fortuna em explorações na África. Nessa missão, Henry realiza cinco expedições no continente africano, tentando explorar todas as suas regiões. Com as descobertas de Henry, a Travis Trading entra no ramo da exploração mineral, com escavação de minas e o descobrimento de poços de petróleo (RE5).


Depois de 34 anos de expedição na África, com um acervo de informações sobre a fauna e a flora do continente africano, bem como as tradições, cultura e folclore das tribos visitadas, Henry Travis retorna ao seu país natal e publica uma impressionante obra de 72 volumes intitulada de “Estudo de História Natural”. Mas para assegurar a exclusividade e sigilo das informações que foram publicadas nos livros, o irmão mais velho de Henry, então líder da companhia Travis Trading, começa uma missão para desacreditar o irmão caçula, espalhando boatos de que os livros publicados são obras fictícias. Henry Travis entra em um estado de depressão profunda e morre dois anos depois de seu retorno da África, por ver a obra da sua vida ser considerada uma mentira. Nesse mesmo período, as atividades da Travis Trading se intensificam e acabam formando a base das futuras instalações da divisão de exploração de recursos naturais da Tricell (RE5).


No final do século XIX ainda, a família de Patrick, futuro mordomo de Ozwell E. Spencer, começa a servir aos antepassados da família Spencer (RE5) e mais precisamente em fevereiro de 1892, na região da cidade de Dulvey - Louisiana, uma empresa estrangeira consegue documentos da região ao sul da cidade para construir uma mina chamada de Mina Patterson, para extrair o sal e mais alguns minerais (RE7).


Depois de iniciadas as atividades de extração da Mina Patterson, um dos mineiros chamado Stan, verificou que em uma parte da mina o solo era instável, provavelmente por causa do terreno pantanoso da região, e que apesar dos avisos à administração da mina e outros mineiros, ninguém prestou atenção nele. Em 8 de fevereiro de 1982, onde os mineiros estavam trabalhando, ocorreu um deslizamento de terra. A maioria dos mineiros conseguiram escapar do acidente e entre os sobreviventes estava Huxley, mas o acidente o deixou paraplégico, e entre os mortos do acidente estavam Beckford e Tuan (RE7).


Por conta do acidente na Mina Patterson, os mineiros pediram à empresa que enviasse reforços até o dia 19 de fevereiro, mas a empresa respondeu que não seria possível e que eles teriam que trabalhar em turnos dobrados devido às mortes ocasionadas pelo acidente. Possivelmente, com o tempo, a primeira empresa perdeu os direitos sobre a mina e os mineiros tiveram que voltar para suas casas, enquanto outra empresa obteve os direitos mudando o nome para Abercrombie Salt Mine. Não se sabe quanto tempo esteve operando até seu abandono (RE7).


Em meados do século XX, a Travis Trading começa a extração de amostras de plantas, animais e insetos do continente africano, dando início aos projetos farmacêuticos que geraram grande sucesso comercial e a criação da divisão farmacêutica da Tricell. Os estudos realizados por Henry Travis contribuíram fortemente para o avanço, crescimento e enriquecimento deste ramo da empresa (RE5).


A partir do ano de 1910, tivemos os nascimentos das grandes mentes que fundaram a Umbrella Corporation e suas conquistas até fundarem a grande corporação. Em aproximadamente no ano de 1910 tivemos o nascimento de Edward Ashford (RECV), em 1918 nasce James Marcos (REA) e finalmente em 1931 nasce Ozwell E. Spencer (RE5). James Marcus forma-se em uma renomada universidade em 1939 (RE0).


Por volta do ano de 1950, Patrick começa a aprender suas funções como mordomo de Ozwell E. Spencer e em suas cartas, ele narra que Edward Ashford e James Marcus visitam com frequência a mansão de Spencer (RE5).


A década de 50 e 60 do ano de 1900, temos o nascimento de vários personagens do universo de Resident Evil:

  • Kenneth J. Sullivan - 1953 (REA);

  • Mikhail Victor - 1953 (RE3);

  • Lisa Trevor - 1954 (REUC);

  • Dan Dechant - 1956 (REA);

  • Enrico Marini - 1957 (REA);

  • Robert Kendo - 1959 (REA);

  • Karena LesProux - 1960 (REA);

  • Albert Wesker - 1960 (REA);

  • Alex Wesker - 1960 (RER2);

  • Barry Burton - 1960 (REA);

  • Frederic Downing - 1961 (REDE);

  • Jack Baker - 1962 (RE7);

  • William Birkin - 1962 (REUC);

  • Nicholai Ginovaef - 1963 (REA);

  • Brad Vickers - 1963 (RE2);

  • Marguerite Baker - 1964 (RE7);

  • Erez Moniz, também conhecido como Harley - 1964 (REA);

  • Michaela Heinzwaffen, também conhecida como Bertha - 1964 (REA);

  • Vladimir Bodrofski, também conhecido como Spectre - 1964 (REA);

  • Rodrigo Ruan Javal - 1966 (REA);

  • Derek Clifford Simmons - 1967 (RE6);

  • Hector Rivers, também conhecido como Beltway - 1969 (REA); e

  • Forest Speyer - 1969 (REA).


No ano de 1960, as divisões de exploração de recursos naturais, farmacêutica e de exportação da Travis Trading, estão fortemente estabelecidas na África e formam o conglomerado com o nome de Tricell. Na mesma época são criadas as primeiras fábricas na região industrial da Zona Autônoma de Kijuju (RE5). A Origem do Projeto W surgiu nos meados da década de 1960, onde Spencer acreditava que o mundo era corrompido pela decadência humana e ansiava por criar um mundo utópico de intelectuais talentosos (RE0, RE1 e RE5).

Spencer ansioso para iniciar os seus projetos, no ano de 1962 contrata um renomado arquiteto de Nova York, George Trevor, para projetar e construir uma mansão na Floresta de Raccoon City, em uma grande área nos arredores ao norte da cidade, incluindo as Montanhas Arklay. Em 1963 o engenheiro elétrico Michael Warren inicia a eletrificação de Raccoon City (RE0, REUC e REA).


No Oeste da África, em setembro de 1966, começam os trabalhos de pesquisa na planta Sonnentreppe, que era cultivada em um jardim subterrâneo, onde está alojado o vírus Progenitor. James Marcus, Ozwell E. Spencer e Brandon Bailey, começam a estudar a flor da planta, onde está alojado o vírus Progenitor. Em dezembro com a pesquisa já avançada, Spencer, Marcus e Ashford, descobrem que o vírus é capaz de recombinar o DNA de organismos vivos (RE0 e RE5).


Em fevereiro de 1967, sob responsabilidade de Brandon Bailey, várias amostras da flor Sonnentreppe são levadas aos Estados Unidos para a produção do vírus Progenitor em massa, mas apesar de fortes e crescerem rapidamente, as flores não produzem o vírus. Brandon procura novas alternativas para o cultivo da flor fora do continente africado, alterando o solo, a temperatura e até a exposição à luz, mas não surtem efeito as novas medidas e o experimento falha (RE5). Em março do mesmo ano, Spencer, em uma conversa com Marcus e Bailey, demonstra seu interesse em abrir uma empresa. Marcus não se importa, contando que possa continuar a pesquisa do Progenitor (RE0 e RE5).

Spencer, aproveitando a oportunidade para criar super-humanos e juntamente com o seu sonho de um mundo melhor com uma raça avançada de seres humanos, inicia sua operação mais significativa centrada no vírus Progenitor. Este projeto foi altamente classificado na medida em que nem sequer foi incluído entre os arquivos da Umbrella ou no núcleo do computador U.M.F.-013. O Projeto W teve parceria com o Dr. Wesker e tinha vários obstáculos para serem superados (RE0, REUC e REA).


Em primeiro lugar, o vírus Progenitor, quando testado, apresentava um alto risco de morte e exigia uma extensa pesquisa para obter uma cepa capaz de fazer o que os mitos de Ndipaya disseram. Em segundo lugar, a Fundação Spencer não tinha nem de perto os recursos necessários para realizar este projeto, levando à fundação da Umbrella Pharmaceuticals como meio de arrecadar fundos e desenvolver o armamento biológico como meio de testar o vírus do Projeto W. Em terceiro lugar, a visão utópica não seria possível se os candidatos não compartilhassem dos ideais de Spencer. O Projeto W resolveu esse problema selecionando crianças como candidatas que poderiam ser educadas a ter esses ideais (RE0, RE5, REUC e REA).


Durante a primeira fase do experimento, centenas de crianças em todo o mundo foram adotadas, de forma legítima ou não, com base em um critério das contribuições de seus pais para a humanidade. Todos, com o sobrenome Wesker, receberam a melhor educação que o dinheiro poderia comprar enquanto eram monitorados de perto pela equipe do Projeto W. Quando cresceram, eles foram autorizados a sair para o mundo sob monitoramento, a fim de assumir empregos em uma variedade de profissões. Vários desses candidatos foram atraídos pela Umbrella e conseguiram emprego, incluindo o Albert Wesker e Alex Wesker. Alex nascida de uma família com DNA considerado superior (beleza, inteligência, resistência física e mental), é escolhida para participar do Projeto W. Junto de Alex outras 12 crianças foram selecionadas para o projeto, mas desde muito cedo Spencer via em Alex a sua preferida, a criança que ele queria ao seu lado para seus futuros projetos, por isso, ele a criou e a doutrinou desde muito cedo, o que acadou desenvolvendo um relacionamento próximo com o próprio Spencer e foi autorizada a conhecer o projeto, embora Albert não (RE0, RE5 e RER2).


As crianças Wesker: Albert Wesker, Alex Wesker, Derek Wesker, Felicia Wesker, Hans Wesker, Hiro Wesker, Irmã Wesker, Jonah Wesker, Ken Wesker, Laura Wesker, Marco Wesker, Miles Wesker, William Wesker (REA).


Já em novembro de 1967 a construção da mansão e das instalações dos laboratórios nas Montanhas Arklay é finalizada (RE5). Jessica e Lisa Trevor (esposa e filha de George Trevor) são convidadas por Spencer e logo são infectadas com o vírus Progenitor do Tipo A e Tipo B, respectivamente. O vírus falha em se estabelecer em Jessica, porém mostra potencial em Lisa, a qual é colocada em observação (RE1). George Trevor deixa Nova York e chega à mansão de Spencer e ao procurar por sua esposa e filha, Spencer engana Trevor, dizendo que sua esposa e sua filha deixaram a mansão para visitar sua tia Emma, que estava doente (RE1).

Jessica já está fraca devido às várias injeções do vírus Progenitor. Durante uma das experiências ela planeja fugir junto com Lisa, o que infelizmente não deu muito certo. Enquanto Spencer passeia pela mansão junto com George, Spencer fala sobre o seu interesse em abrir uma empresa farmacêutica internacional chamada de Umbrella. Jessica não resiste aos experimentos e é descartada e Lisa começa a se sentir mal após receber a injeção de Progenitor e sente falta de sua mãe. Logo após a administração do vírus em Lisa, ela começou a ter sintomas de insanidade (RE1).


À medida que Trevor não tem retorno da visita à tia Emma, ele começa a suspeitar das ações de Spencer. Em um de seus passeios pela mansão, Trevor vê uma escada que leva a uma passagem subterrânea, camuflada por uma pequena cachoeira e que lembra perfeitamente de não ter desenhado no projeto original da mansão. Ao averiguar a passagem, Trevor é repreendido por alguns homens vestidos de branco. Enquanto George Trevor aguarda Spencer e se prepara para sair da mansão, um dos homens de branco que o repreendera, lhe informa que sua família está morta e recebe um golpe na nuca, perdendo a consciência e sendo aprisionado (RE1).


Ainda em novembro de 1967, Trevor encarcerado, decide escapar da mansão e percebe que pode ser assassinado por conhecer os segredos da mansão. Durante sua fuga, Trevor perde seu isqueiro, que era um presente de Jessica. Trevor ainda tentando descobrir como sair e escapar das armadilhas da mansão, acaba encontrando uma sala tomada por uma enorme planta. Durante a sua fuga, e após descobrir novos recintos como os laboratórios e as cavernas, encontra um sapato de salto alto em um dos corredores e se lembra de sua esposa, torcendo que ela e sua filha estejam bem. Com fome e sede, Trevor está debilitado e conforme seu último diário ele percebe que tudo estava planejado por Spencer, inclusive sua morte após encontrar sua lápide em um túnel escuro e úmido. Após a morte de Trevor, ele também é usado como cobaia para os experimentos do vírus Progenitor e acaba morrendo nas mãos de Spencer (RE1).


No ano de 1968 é fundada a companhia farmacêutica Corporação Umbrella por Ozwell E. Spencer, Edward Ashford e James Marcus, que é utilizada como fachada para a condução de pesquisas com armas biológicas, onde serviria para arrecadar recursos para a execução do Projeto W (REUC e RE5). A construção dos bondes públicos de Raccoon City começa na Europa e, através do engenheiro Michael Warren, eles são rapidamente postos em funcionamento na cidade (RE3).

Em abril de 1968, o chefe de pesquisa Brandon Bailey e o Dr. James Marcus retornam à África, pois não obtiveram sucesso na produção do vírus Progenitor nos Estados Unidos. Para evitar os ataques da tribo Ndipaya, Bailey e Marcus seguem as ordens de Spencer de eliminar a tribo (RE5). Em julho, Edward Ashford morre ao contrair o vírus Progenitor acidentalmente e Alexander Ashford o sucede como patriarca da família (REUC e RE5). Em meados de agosto, é iniciada a construção do complexo de pesquisas da Umbrella na África (REUC) e é finalizado o Centro de Treinamento da Umbrella nas Montanhas Arklay, sendo que Marcus foi nomeado como diretor do complexo. O objetivo do centro é desenvolver funcionários-modelo para servir a Corporação Umbrella (RE0). Os Ndipaya são expulsos de parte de suas terras pela Umbrella e perdem o local chamado Jardim do Sol, que era o local onde cultivam a planta Sonnetreppe, local designado para o centro de pesquisa da Umbrella. Ainda em agosto, Bailey envia amostras do vírus Progenitor para Marcus, que permanece em Raccoon City como diretor do Centro de Treinamento (RE5).

Seguindo o ano de 1968, em novembro, Spencer comenta com Marcus que o Progenitor é um desperdício de dinheiro, mas Marcus continua acreditando no potencial do vírus (RE0).


As ambições de Alexander Ashford começam a tomar forma em fevereiro de 1969 quando em segredo, ele começa a projetar uma base da Umbrella na Antártida e planeja usá-la como centro de desenvolvimento do projeto CODE: Veronica (RECV). Em junho o Complexo de Pesquisa da Umbrella na África é finalizado, sendo que sua existência é mantida em sigilo, assim como a pesquisa com o vírus Progenitor (RE5).


Em novembro de 1969 a construção da base da Umbrella na Antártida é finalizada (REA) e em dezembro, além dos problemas dos ataques da tribo Ndipaya no complexo de Pesquisa da Umbrella na África, o supervisor da construção encontra problemas para irrigar as flores Progenitor (RE5).


A década de 70 e 80 do ano de 1900, temos o nascimento de vários outros personagens do universo de Resident Evil além dos nossos heróis:

  • Curtis Miller - 1970 (REDE);

  • Morpheus D. Duvall - 1970 (REA);

  • Crispin Jettingham, também conhecido como Dee-Ay - 1970 (REA);

  • Christine Yamata, também conhecida como Four Eyes - 1970 (REA);

  • Joseph Frost - 1971 (REA);

  • Lawrence Kimbala, também conhecido como Shona - 1971 (REA);

  • Caroline Floyd, também conhecida como Willow - 1971 (REA);

  • Billy Coen - 1972 (REA);

  • Edward Dewey - 1972 (REA);

  • Chris Redfield - 1973 (REA);

  • Reynard Fisher - 1973 (REA);

  • Ada Wong - 1974 (REA);

  • Jill Valentine - 1975 (REA);

  • Bruce McGivern - 1975 (REA);

  • Rachael Fooley - 1975 (REA);

  • Jack Krauser - 1976 (REA);

  • Angela Miller - 1976 (REDE);

  • Luis Sera - 1976 (REA);

  • Carlos Oliveira - 1977 (REA);

  • Leon Scott Kennedy - 1977 (REA);

  • Greg Glenn - 1977 (REA);

  • Fong Ling - 1977 (REA);

  • Claire Redfield – 1979 (REA);

  • Ricardo Irving – 1979 (REA);

  • Rebecca Chambers – 1980 (REA);

  • Ingrid Hunnigan – 1980 (REA);

  • Steve Burnside – 1981 (REA) - Morto;

  • Kirk Mathison – 1981 (REA);

  • Dave Johnson – 1982 (REA);

  • Ashley Graham – 1984 (REA);

  • Excella Gionne – 1984 (RE5) - Morta;

  • Ramon Salazar – 1984 (RE4) - Morto;

  • Ethan Winters – 1984 (RE7);

  • Mia Winters – 1985(RE7);

  • Carla Radames – 1986 (RE6) - Morta;

  • Sherry Birkin – 1986 (REUC);

  • Sheva Alomar – 1986 (RE5);

  • Piers Nivans – 1987 (RE6) - Morto; e

  • Helena Harper – 1989 (RE6);


O nascimento de Alfred e Alexia Ashford no ano de 1971, foi uma celebração para Alexander Ashford, pois os gêmeos nasceram como resultado do projeto CODE: Veronica, que consistiu na descoberta dos genes que controlam a inteligência humana. Utilizando o corpo mumificado de Veronica, Alexander extraiu material genético e o implantou em um óvulo gerado por uma mãe de aluguel. Desse experimento, tivemos o resultado que gerou Alexia, que se tornou uma brilhante cientista, e Alfred, com uma inteligência apenas acima da média (RECV e RE5).

Em 1976 tivemos a descoberta do vírus Ebola, e que depois que a Convenção de Armas Biológicas testemunhou o potencial devastador do vírus, eles tomaram medidas para impedir o seu uso como arma biológica (REUC).


Albert Wesker e William Birkin entram para o Centro de Treinamento da Umbrella no ano de 1977 como potenciais chefes de pesquisa (REA). Em setembro deste ano, o assistente do Dr James Marcus zomba de vários estagiários, mas elogia dois em especial: William Birkin e Albert Wesker, mesmo observando que os dois são totalmente opostos e competitivos. Depois de vários anos de pesquisa, James Marcus desenvolve um novo tipo de vírus, tendo o Progenitor como base e misturando-o com o DNA de sanguessugas. Marcus nomeia o vírus como Tyrant, sendo o primeiro derivado bem-sucedido da linha Progenitor “T” (RE0).

Em outubro de 1977, Marcus demonstra interesse em William e Albert e ordena que incentivem a rivalidade entre eles. Após os testes em roedores, Marcus almeja iniciar os testes em seres humanos e mentaliza que caso alguém se aproxime de seus experimentos, ele não poupará esforços para transformar essas pessoas em cobaias (RE0). Em meados de dezembro, Bailey envia cinco amostras do vírus Progenitor a James Marcus (RE5).


O navio Queen Zenobia foi construído no início do ano de 1978 e seu design interno foi baseado em plantas deixadas pelo arquiteto George Trevor, antes de seu desaparecimento (RER1).


Marcus finalmente aperfeiçoa o T-Vírus em meados de janeiro de 1978, usando sanguessugas nos testes, e após alguns testes, ele valida que suas cobaias estão prontas para uso. Com cobaias prontas e com o T-Vírus pronto, Marcus acredita que poderá se opor a Spencer e dominar a companhia (RE0). Pouco tempo depois, chega nas mãos de Bailey um telegrama de Marcus informando que o T-Vírus é um sucesso (RE5). Após um ataque no laboratório de Marcus onde os dispositivos que protegiam a pesquisa sobre o T-Vírus e as sanguessugas, Marcus começa a suspeitar das intenções de Spencer com ele (RE0).

Vários testes são produzidos sob administração do Dr James Marcus, e em fevereiro do mesmo ano, ele começa induzir o predatismo, parasitismo e a multiplicação das sanguessugas com o uso do T-Vírus. Após várias avaliações e resultados, o pesquisador considera que as sanguessugas podem ser boas candidatas para a pesquisa de armas biológicas. As sanguessugas começam a crescer e a se multiplicar rapidamente tendo alguns efeitos como aumento de violência e canibalismo. Devido a tentativa de roubo de sua pesquisa e evidências de mudanças em volta da área de entrada de seu laboratório, Marcus aciona William Birkin e Albert Wesker para resolver a situação e decide ainda anunciar o T-Vírus em sua próxima reunião com os diretores, para evitar que roubem a sua pesquisa (RE0).


Em março, continuando com a sua pesquisa, Marcus observa um comportamento evolutivo com as sanguessugas, onde elas passam a ter um comportamento coletivo e uma redução do canibalismo entre elas. As sanguessugas após um mês, elas perdem completamente o comportamento individualista e passam a se alimentar e locomover em grupo. Dennis, um dos alunos de Marcus, entra em contato com uma das sanguessugas e adoece e Marcus começa a avaliar se os humanos poderiam ser fonte de alimento para suas sanguessugas e como estas iriam responder a essa nova dieta. Um dos estagiários começa a suspeitar que a pesquisa que seu tutor está conduzindo seja perigosa (RE0).


Marcus recebe um relatório do Gerente do Centro de Tratamento informando que a Estação de Tratamento não está conseguindo processar todos os detritos recebidos dos complexos de pesquisa da Umbrella e das Indústrias no começo de maio do ano de 1978 (RE0).


A evolução das sanguessugas do experimento de Marcus não param de evoluir, e em junho, elas começam a imitar Marcus (RE0). O Centro de Treinamento é fechado no final de julho por ordens de Spencer, e Albert e William são transferidos para o Complexo de Pesquisa (RE0 e REUC). Durante a primeira visita de Albert e William no Complexo de Pesquisa em Arklay, eles são nomeados pesquisadores chefes do projeto T-Vírus, visando a produção de uma arma biológica humana. Enquanto isso, Marcus permanece no Centro de Treinamento com seus próprios experimentos. Durante alguns testes, William decide em combinar os genes do Ebola com o T-Vírus, a fim de fortalece-lo. Com o passar do tempo dentro do Complexo de Pesquisa, Albert e William conhecem Lisa Trevor, com aproximadamente onze anos após ter sido presa por Spencer (REUC).


O início do ano de 1980, foi mais promissor para os pesquisadores da Umbrella que estão na África, pois eles conseguiram cultivar a Sonnentreppe contendo o vírus Progenitor de forma artificial (REUC). No começo do mesmo ano, depois de avaliar de perto o progresso de Alex Wesker, Spencer decide nomeá-la como pesquisadora-chefe do Projeto Wesker. Alex e Albert Wesker foram considerados os escolhidos, as crianças mais promissoras, e foram retratados em um quadro pintado à mando do próprio Spencer. Alex via sua relação com Albert como a de Gregor e Grete, como irmãos próximos, personagens da obra A Metamorfose de Franz Kafka (RER2).


Avançando um pouco na história relatada, já em julho de 1981, temos Alexia Ashford mostrando as suas proezas intelectuais, onde a jovem com apenas 10 anos de idade é nomeada pesquisadora chefe do complexo de pesquisa na Antártida. O fato deixa William Birkin extremamente irritado e ainda mais obcecado com seu trabalho, já que ele havia sido nomeado pesquisador chefe com apenas 16 anos, para toda história da Umbrella era o mais jovem até então (RECV e REUC). Demonstrando ainda mais as suas habilidades, Alexia Ashford cria o vírus T-Veronica a partir da fusão do T-Vírus com o DNA de formiga rainha (RECV e REDC). Logo após a descoberta de Alexia Ashford, Albert Wesker e William Birkin conseguem manipular o T-Vírus de forma a gerar pessoas revividas e sem consciência, denominados como zumbis. Como o T-Vírus não apresentava uma eficiência de 100% de infecção populacional, Birkin passa a estudar e pesquisar uma maneira de fazer o T-Vírus a induzir mutações em cobaias para gerar uma arma biológica viva que tivesse um desempenho capaz de exterminar os que sobrevivessem à infecção viral. Os esforços para cumprir esse objetivo, desenvolveram uma criatura que posteriormente foi chamada de Hunter. O Hunter é uma arma biológica criada a partir de um óvulo humano fertilizado que recebeu DNA reptiliano e infectado com o T-vírus. O resultado é a assustadora combinação entre um humano e um réptil. (REUC).

Durante o ano de 1982, Barry Burton entra para a S.W.A.T. (Special Weapons And Tactics) (RE1). No começo do ano de 1983, Alfred Ashford, descobre uma passagem secreta na mansão da Europa da família Ashford, que leva a um local onde mostra que os segredos da família Ashford são mantidos na Base da Antártida. Após as descobertas de Alfred, ele e Alexia descobrem que são frutos de uma experiência de manipulação genética feita por seu pai, Alexander. Durante as revelações e revoltados por terem sido meramente criados numa tentativa de acobertar os erros de Alexander, os gêmeos decidem se vingar do pai por desgraçar o nome da Família Ashford. Em março do mesmo ano, Alexia infecta Alexander com o vírus T-Veronica. Após a infecção do vírus T-Veronica em Alexander, acaba ocorrendo várias e rápidas mudanças em seu organismo, destruindo os tecidos e células cerebrais. Alexander se transforma em um monstro e Alexia e Alfred o trancam em uma sala escondida no Complexo da Antártida. Após o resultado falho com o experimento em seu pai, Alexia chega a uma nova conclusão e pretende conduzir um experimento em seu próprio corpo (RECV). Após o desaparecimento de Alexander, Alfred declara-se como sucessor da família Ashford e substitui o pai (RECV e REDC).


Após suas pesquisas, em dezembro do mesmo ano, Alexia descobre como manipular o T-Veronica corretamente e decide infectar-se. Determinada com seu projeto, ela resolve a submeter-se a um sono criogênico por 15 anos e acredita que suprimindo a atividade do vírus com uma temperatura baixa, suas células adaptem-se lentamente, até que seu organismo entre em simbiose com o T-Veronica. Restando a Alfred a missão de proteger a cápsula onde Alexia estaria hibernando. Para não levantar suspeitas, Alfred divulga aos outros pesquisadores que Alexia sofreu uma infecção acidental no laboratório (RECV, REUC e REDC).

Já no final do mesmo ano, Albert começa estudar exposições secundárias ao T-Vírus e descobre que a alta taxa de adaptabilidade do vírus o torna capaz de infectar várias espécies de animais e plantas. Começando a perceber o real perigo da localização do Complexo de Arklay na Floresta de Raccon, ele também começa a suspeitar das verdadeiras intenções de Spencer e se a escolha pela a floresta não teria sido para algum objetivo maior. Durante uma discussão entre Albert e William, Wesker mostra interesse em obter uma amostra do T-Veronica, mas Birkin discorda fortemente (REUC).


Em 1984 é fundada a filial japonesa da Umbrella, onde o objetivo dela é importar drogas para os EUA e distribuir no país, e em 1987 é construído um laboratório no mesmo local (RE5). No mesmo ano de 1987 o senhor Michael Warren é eleito o prefeito de Raccoon City pela primeira vez (REA e RE2) e o navio-tanque LNG Annabelle é construído (RE7). Michael aproveitando a oportunidade sendo prefeito de Raccoon City, estimula a entrada da Umbrella na cidade, onde ela traz muitos investimentos para a região, inclusive melhorias na rede ferroviária (RE2). Um museu é comprado pelo Departamento de Polícia de Raccon City e passa a ser usado como a delegacia da cidade, devido a sua posição estratégica no centro da cidade e amplo estacionamento (Resident Evil Outbreak).


Para continuar com seu poder e dar continuidade ao seu sonho sem interferência, em 1988, Spencer ordena que Abert e William comandem o assassinato e James Marcus (RE0 e REUC). Após abandonarem o corpo de Marcus no Centro de Tratamento de Água, a Queen Leech, um dos experimentos de Marcus através do T-Vírus com as sanguessugas, sendo essa a que sofreu mutações e passou a comandar todas as outras sanguessugas, inicia o processo de fusão utilizando o DNA dos restos mortais do cientista (RE0).


Sem interrupções, o projeto Tyrant é iniciado sob o comando de William Birkin e Albert Wesker. Os dois conseguem criar uma arma biológica inteligente e capaz de obedecer a ordens, mas o projeto apresenta um problema, onde poucos indivíduos eram adaptados o suficiente para gerar um Tyrant. Birkin então passa tentar produzir uma variante do T-Vírus menos nociva ao cérebro do hospedeiro. No mesmo período, no laboratório na França da Umbrella, é iniciado o Projeto Nemesis. Com o apoio de Spencer e as ações de Albert Wesker, uma amostra do parasita NE-Alpha é entregue ao Complexo de Pesquisas de Arklay. O NE-Alpha é um parasita criado pelo laboratório número 6 da divisão francesa da Umbrella, com o objetivo de controlar qualquer arma biológica gerada pelo T-Vírus. Ele é um ser parasitário criado por manipulação genética que, quando invade o cérebro de outro ser vivo, tomando total controle do organismo com menor comprometimento mental do hospedeiro. O objetivo do projeto era para prover inteligência a um organismo infectado, prepará-lo para o combate e posteriormente combinar as duas características para criar uma arma biológica viva eficiente. Visando comandar a iniciativa do projeto Nemesis, Wesker e Birkin realizam mais experimentos com o parasita NE-Alpha, devido à altíssima taxa de morte das cobaias infectadas. Uma das alternativas foi testar o parasita em Lisa Trevor, que ainda está viva e vem sobrevivendo durante 21 anos, não só à infecção do vírus Progenitor como também aos demais testes realizados. Ao injetarem o parasita em Lisa, ela não só sobrevive às ações do parasita, como também domina-o, que desaparece de seu organismo. Após uma extensa bateria de testes, William descobre um novo vírus no organismo de Lisa e ele o nomeia de G-Vírus (REUC).


No final do mesmo ano, A Companhia de Cruzeiros Paraguas compra o Queen Zenobia e inicia uma reforma de modernização no navio (RER1).


Na década de 1990, temos alguns nascimentos que estão fortemente ligados à história e cronologia da Saga de Resident Evil:

  • Moira Burton – 1991 (RER2);

  • Jake Muller - 1992 (RE6);

  • Lucas Baker - 1992 (RE7);

  • Zoe Baker - 1994 (RE7); e

  • Rani Chawla - 1997 (REDE);


No início da década de 1990, o mundo vem passando por várias mudanças, inclusive o colapso da União Soviética (URSS), onde Mikhail Victor pede baixa do posto de Tenente do Exército Vermelho (REA). Em meados do ano de 1991, Albert Wesker deixa o laboratório em Arklay e é transferido para o Serviço de Informações da Umbrella (REUC).


Devido ao sucesso do T-Vírus no mercado de bioterrorismo, em meados de fevereiro de 1991, o traficante de drogas sul-americano, Javier Hidalgo, entra em contato com um pesquisador da Umbrella a fim de comprar o T-Vírus. A sua aquisição é mais pessoal do que para uso contra alguma organização, país ou população. Javier pretende usar o vírus como uma forma de terapia para tratar sua esposa, Hilda Hidalgo, que está em um estágio avançado de câncer, que já se espalhou em todo o seu corpo. Em abril do mesmo ano, Hilda Hidalgo começa a apresentar melhoras, após a administração do T-Vírus, tendo seu câncer desaparecido por completo. Mesmo tendo recuperado suas forças desde o início do tratamento, Hilda permanece em coma e Javier tem esperança de que ela acorde (REDC).


Em maio do mesmo ano, o pesquisador da Umbrella com quem Javier vinha negociando o T-Vírus, aumenta o preço, forçando o traficante a buscar outros meios de adquirir o agente viral. Durante sua busca por novas fontes para sustentar a aquisição do T-Vírus, Javier ouve rumores da existência do T-Veronica, um vírus mais aperfeiçoado . Apesar de não haver rastro do câncer em Hilda, ela não acorda do coma e com isso Javier fica se perguntado se o como é um efeito colateral da administração do vírus, mas teme que o câncer retorne caso o tratamento seja interrompido. Apesar da sua busca incessante, Javier não consegue mais notícias sobre o T-Veronica, fazendo-o ficar mais nervoso com a situação. No final de maio do mesmo ano, o T-Vírus injetado no corpo de Hilda, começa a transformá-la em um monstro e para evitar o olhar público, Javier transfere sua esposa para uma unidade especial no final de junho (REDC).


No mesmo período de transformação de Hilda, só que nos Estados Unidos, Spencer aprova o projeto G-Virus, sob os cuidados de William Birkin (REDC). A pesquisa do G-Vírus impulsiona a construção de um laboratório subterrâneo da Umbrella em Raccoon City (RE2). Em meados de junho, Wesker já integrado no Serviço de Informações da Umbrella, decide investigar as ações do fundador da Umbrella, Ozwell E.Spencer, pois incomodado com as ações de Spencer, Wesker percebeu que a linha de pensamento destoava dos objetivos da Corporação. Mesmo sendo de conhecimento geral e internamente que a verdadeira razão da Umbrella é a produção de armas biológicas e que elas podem ser feitas de uma maneira menos onerosa e combinadas com um sistema de armas comuns, Spencer gastava muita energia e recursos na produção de B.O.W.’s (Biological Organic Weapon), iniciando assim as ações de Wesker contra Spencer (REUC e RE5).


No final do ano de 1991, Sergei Vladimir, ex-coronel do exército Russo, se integra às forças da Umbrella. Sergei se envolve com as pesquisas do projeto Tyrant e sua experiência militar é essencial para a formação da U.B.C.S (Umbrella Biohazard Countermeasure Service) (REUC).

No ano de 1992, onde encerraria o primeiro mandato de Michael Warren como prefeito de Raccoon City, a Umbrella doa dinheiro para a reforma da prefeitura e do Hospital de Raccoon City, além dos investimentos, Michael ganha uma estátua na prefeitura (RE3). Durante o ano de 1993, a Umbrella começa a agir para encobrir suas ações ilegais, fazendo com que permaneçam em segredo, sendo uma de suas ações o suborno do chefe de polícia Brian Irons. Dessa forma, o delegado poderia impedir o avanço de qualquer investigação relacionada às pesquisas secretas da Corporação. Irons começa a ter reuniões secretas com William e Annette Birkin. William deixa o Complexo Arklay e é transferido para o Laboratório Subterrâneo de Pesquisas de Raccoon City (RE2). Alfred Ashford se forma em uma faculdade na Inglaterra e se torna diretor do Complexo de Pesquisas da Antártida (RECV).


No final do ano de 1993, a Umbrella compra a Ilha Rockfort e destrói um vilarejo no local, onde morava Rodrigo Juan Raval. Alfred Ashford manda construir uma mansão, uma prisão e um centro de treinamento para um esquadrão anti-B.O.W. A mansão serviria aos propósitos das pessoas mais humildes não terem acesso à Alexia. Rodrigo Juan Raval se tornou o chefe da segurança do 3º Laboratório Europeu da Umbrella. Os restos mortais de sua família e de seus ancestrais eram mantidos em um cemitério subterrâneo na região, e as suas raízes mantinham Rodrigo ligado fortemente àquele local. Por causa disto, ele era encarregado também de escoltar prisioneiros à Ilha (RECV, RE5).


Retornando para Raccoon City no ano de 1994, temos a chegada de John, um pesquisador do laboratório da Umbrella em Chicago, que assume o lugar de William como pesquisador chefe no Complexo de Pesquisas em Arklay. John sendo um excelente cientista, possui um código de ética apurado e se recusava a realizar as pesquisas científicas criminosas e, constantemente, denunciava a seus superiores a crueldade dos experimentos. Por isso, John era mal visto pelos outros cientistas do complexo e por funcionários do alto escalão da Umbrella (REUC). Na África no mesmo ano, Sheva Alomar perde os pais em um acidente biológico em uma fábrica da Umbrella. O local servia uma base de criação de armas biológicas e no dia do acidente, algumas delas estavam passando por um teste final. Após concluir a avaliação, a Umbrella tomou precauções para esconder todo o caso. Com a ajuda do exército, eles destruíram a fábrica junto com toda a cidade em que Sheva vivia. Após morar com o tio em uma casa com condições precárias, ela foge e se une a uma guerrilha (RE5). Robert Dorson começa a trabalhar como secretário de Alfred Ashford na Ilha Rockfort (RECV).


Com a evolução das pesquisas, em julho de 1995, Albert Wesker e William Birkin vão ao Complexo de Pesquisa de Arklay para tentar eliminar Lisa Trevor, pois as últimas ações dela provocaram a morte de três pesquisadores com suas próprias mãos. Com o comportamento extremamente anormal e com os acidentes recentes, Lisa deixou de ser considerada uma valiosa cobaia e foi encerrada a sua história nas pesquisas da Umbrella. Para não correr risco de Lisa voltar à vida e destruir o laboratório, os seus sinais vitais são chegados durante três dias e por final seu corpo é despejado em um local desconhecido (REUC).


Visando suas ações estratégicas, em 1996 é criado o S.T.A.R.S., tendo Wesker como capitão. O Serviço de Táticas e Resgates Especiais, ou S.T.A.R.S., foi estabelecido pelo Departamento de Polícia de Raccoon e possui as equipes Alpha e Bravo (REUC, RE2 e RE5). Hunk passa por treinamento na Ilha Rockfort contra B.O.W.’s (RECV e RE5). Em maio do mesmo ano Yoko Suzuki se voluntaria para ser paciente em testes com o T-Vírus (Resident Evil Outbreak). No final de setembro a equipe do Laboratório de Paris da Umbrella inicia os testes mesclando o T+G-Vírus, a nível genético para criar uma corrente elétrica ao redor do hospedeiro, tornando-o praticamente imune a ataques físicos (Resident Evil Dead Aim). Alyssa Ashcroft, repórter do Comet News, afirma em matéria do jornal que o cadáver de um homem morto há pelo menos seis meses foi encontrado às margens do Rio Aimes, a noroeste de Arklay. A polícia local desconfia de que seja um ato criminoso, já que foram encontrados vestígios de esteroides e outras drogas no corpo. Alyssa afirma que o ponto é local de despejo para empresas farmacêuticas (Resident Evil Outbreak).

Em julho de 1997, a Base Naval Dunell, nos Estados Unidos, envia o segundo Tenente da Marinha, Billy Coen, e toda sua unidade à África, em uma missão de intervenção em uma guerra civil local. O objetivo da Operação de Desmantelamento das Guerrilhas na África é encontrar o esconderijo de guerrilheiros responsáveis pelo caos no local. Porém, devido a informações erradas passadas pelos encarregados da missão, a unidade de Billy se perde na selva. Muitos são mortos em confrontos contra o inimigo, enquanto outros não resistem ao forte calor. Apenas quatro membros, dentre eles Billy, sobrevivem. Quando eles finalmente chegam ao destino da missão, percebem não haver nenhum esconderijo, mas sim uma pequena vila. Para não voltarem de mãos vazias, o líder da unidade ordena que os soldados matem os moradores da aldeia, mas Billy se recusa. Incapaz de impedir seus companheiros, Billy assiste à execução dos 23 moradores da vila. Ao retornarem da missão, uma organização sem fins lucrativos descobre a verdade sobre o massacre dos 23 “soldados” e um comitê de investigação é rapidamente montado para analisar o incidente. Em seus depoimentos, os demais sobreviventes culpam Billy pelo assassinato dos inocentes ao afirmarem que ele entrou em pânico sob as condições extremas e intencionalmente matou os civis. A ONU condena a operação e um processo militar é instaurado contra o tenente (REUC e RE0).


Já no ano de 1998, para a alegria de Spencer, o Projeto W toma mais um passo. Após isolar os melhores, determinando que treze das crianças Wesker eram as melhores candidatas para a próxima fase, iniciou-se a infecção pelo vírus derivado do Progenitor. Nesta fase, morreram os onze candidatos finais, com apenas Albert e Alex sobrevivendo. Albert conseguiu seus poderes sobre-humanos e Alex não possuía nenhum devido a sofrer de uma doença degenerativa terminal no momento da infecção. Embora Alex estivesse confiante de que infectar os desperdícios aumentaria seu número, isso não foi resolvido (REUC).


Bem amigos leitores, aqui encerra a primeira parte do nosso Especial sobre Resident Evil Saga, no próximo especial vamos falar sobre os eventos principais e paralelos entre os jogos RE0, RE1, RE2, RE3 e RECV.